Publicidade
Acompanhe:
Opinião Opinião

Acontece que...

Por Cláudio Brito
Última atualização: 11.01.2020 às 11:08

O momento que experimentamos na vida política e institucional tem sido farto em oferecer temas polêmicos e que causam interesse às pessoas, a partir da constatação de quanto importam as questões que podem influenciar ou decidir nossas vidas. São questões como urnas eletrônicas que não existem para o pleito municipal de outubro e que dependem ainda de uma licitação, regras novas que impedirão coligações nas eleições para as câmaras municipais, hipótese de candidaturas avulsas, sem partido, e outras tantas inquietudes.

Qualquer dessas indicações poderiam inspirar meu artigo neste sábado, mas, acontece que... prefiro falar em Abelardo Barbosa, o Chacrinha, o inesquecível Velho Guerreiro, que terá sua história e sua obra na tela da TV aberta nos próximos dias, em forma de minissérie.

E começo mesmo por aí, pelo "acontece que..."

Tive a alegria e a honra de trabalhar com o Chacrinha, integrando sua equipe de produção e sendo repórter do programa A Discoteca do Chacrinha, um dos dois semanais que ele comandava. O outro era a Hora da Buzina, um concurso de calouros. Mais tarde, houve a unificação e criou-se o Cassino do Chacrinha. Pois, certo dia, em uma reunião de trabalho, o "Chacra" (jeito carinhoso como o chamávamos nos encontros da equipe) me cobrou o cumprimento de uma tarefa que eu não tinha completado. Então, comecei dizendo... "acontece que...", quando fui interrompido por ele, que foi logo dizendo: "olha, pode parar, pois nunca vi alguém dizer acontece que deu tudo certo. Se é na base do acontece que... então é para me dar uma curva, me enrolar".

Chacrinha estava certo. Baixei a cabeça e fui à luta para cumprir a missão que eu não atendera adequadamente. E jamais esqueci o que alguém quer dizer quando começa pela frase "...acontece que..."

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.